Levítico – Capítulo 3


1 Quando a oferta de alguém for sacrifício de comunhão[4], assim se fará: se oferecer um animal do gado, seja macho ou fêmea, apresentará ao Senhor um animal sem defeito.
2 Porá a mão sobre a cabeça do animal, que será morto à entrada da Tenda do Encontro. Os descendentes de Arão, os sacerdotes, derrama­rão o sangue nos lados do altar.
3 Desse sacrifício de comunhão, oferta preparada no fogo, ele trará ao Senhor toda a gordura que cobre as vísceras e está ligada a elas,
4 os dois rins com a gordura que os cobre e que está perto dos lom­bos, e o lóbulo do fígado, que ele removerá junto com os rins.
5 Os descendentes de Arão queimarão tudo isso em cima do holocausto que está sobre a lenha acesa no altar como oferta preparada no fogo, de aroma agradável ao Senhor.
6 Se oferecer um animal do rebanho como sacrifício de comunhão ao Senhor, trará um macho ou uma fêmea sem defeito.
7 Se oferecer um cordeiro, ele o apresentará ao Senhor.
8 Porá a mão sobre a cabeça do animal, que será morto diante da Tenda do Encontro. Então os descen­dentes de Arão derramarão o sangue nos lados do altar.
9 Desse sacrifício de comunhão, oferta preparada no fogo, ele trará ao Senhora gordura, tanto a da cauda gorda cortada rente à espinha, como toda a gordura que cobre as vísceras e está ligada a elas,
10 os dois rins com a gordura que os cobre e que está perto dos lom­bos, e o lóbulo do fígado, que ele removerá junto com os rins.
11 O sacerdote os queimará no altar como alimento oferecido ao Senhor, preparado no fogo.
12 Se a sua oferta for um cabrito, ele o apre­sentará ao Senhor.
13 Porá a mão sobre a cabeça do animal, que será morto diante da Tenda do Encontro. Então os descendentes de Arão derramarão o sangue nos lados do altar.
14 Des­se animal, que é uma oferta preparada no fogo, trará ao Senhor a gordura que cobre as vísceras e está ligada a elas,
15 os dois rins com a gordura que os cobre e que está perto dos lom­bos, e o lóbulo do fígado, que ele removerá junto com os rins.
16 O sacerdote os queimará no altar como alimento, como oferta preparada no fogo, de aroma agradável. Toda a gordura será do Senhor.
17 “Este é um decreto perpétuo para as suas gerações, onde quer que vivam: Não comam gordura alguma, nem sangue algum”.

Share this:

SOBRE O AUTOR

Paulo Matheus Souza de Souza nasceu em 1989, na cidade Porto Alegre. É engenheiro civil e trabalha com pesquisa na área. Começou a escrever cedo, junto com os irmãos, primos e amigos. Juntos, eles fundaram uma “editora”, chamada Scott, onde o que mais faziam basicamente histórias em quadrinhos. Com o tempo, o autor passou a escrever histórias mais longas, algumas até hoje inacabadas. Em 2008 começou a escrever contos e crônicas neste blog pessoal.

0 comentários: