Até onde vai o perdão de Deus?



Vou ser direto:


Essa é uma pergunta que parece tola... A misericórdia de Deus tem limite? Será que posso fazer o que eu quiser e de noite eu me lavo em pedidos de perdão, como em uma rotina de trabalho?


Existe uma tendência atualmente que se move em direção às coisas mais fáceis. Seja no trabalho, seja em casa, seja no pensamento, seja em tudo. Tudo pode ser facilitado. Mas, com excesso de facilidades, o trabalho humano se extingui, deixando tudo para as máquinas (até o nosso pensar?). Pois bem, existe uma facilidade diferente nesse sentido, chamada 'misericórdia divina'. Isso é fato, Deus pode perdoar até o mais vil pecador. E esse vil pecador pode voltar a pecar. Bom, enquanto Jesus não voltar, esse ato de perdão poderá ser repetido, estando o pecador (sim, o vil) arrependido dele.


Até ai não vejo um grande erro ou problema, pois isso mostra que Deus está disposto a perdoar, por intermédio de Jesus, todo aquele que se prostrar diante dele e arrepender-se do que fez.


Então, pra que tudo isso?


Acontece que existe um pensamento um pouco superficial da situação. Ao invés de pensarmos antes que é ruim pecar, pensamos depois, quando o pecado já fez de nós um ambiente fértil. Ou seja: É mais rentável pedir perdão no fim do dia do que se preocupar com a volta de Jesus.


Ai entra outra questão: o que é prioridade para nós?
Jesus ou o pecado?

Sabemos que há um paralelo entre os dois. O pecado é atrativo a nossa carne e pensamento. Então, pedimos perdão depois que fizermos cada pecado. Bom, pensando de outra forma, façamos o mais rápido possível o pedido de perdão, pois Jesus pode estar voltando. E o perdão é garantido, antes desse grande dia.

Todo esse pensamento é
hipócrita.


1 - Então devemos fazer uma escolha simples diante de tudo isso. Qual delas?

a) Antes de Jesus vir, eu peço perdão, dá tempo...

b) Todos somos falhos, então merecemos continuar pecando, sem esquecer de pedir perdão.

c) Eu estou salvo, apesar de meu grande fardo, de pecados é claro...

d) Pecar é bom, mas devo pedir perdão pra que esse 'bom' não acabe.

e) Se eu conheço a Verdade, devo fazer o máximo para guardá-la.


A resposta? É simples: escolha entre
pecar e voltar a Deus ou voltar a Deus e não pecar. Nesse caso, sim, a ordem altera todo o produto.


Paulo Matheus de Souza

Share this:

SOBRE O AUTOR

Paulo Matheus Souza de Souza nasceu em 1989, na cidade Porto Alegre. É engenheiro civil e trabalha com pesquisa na área. Começou a escrever cedo, junto com os irmãos, primos e amigos. Juntos, eles fundaram uma “editora”, chamada Scott, onde o que mais faziam basicamente histórias em quadrinhos. Com o tempo, o autor passou a escrever histórias mais longas, algumas até hoje inacabadas. Em 2008 começou a escrever contos e crônicas neste blog pessoal.

3 comentários:

anap disse...

quando sei que é pecado busco não fazer.sou muito grata a Deus por ter dado o seu único filho por nós.| estou seguindo :D

Natália disse...

Gostei muitooo do texto!

Bom... para receber o perdão, precisamos nos arrepender sinceramente. Não sei se alguém pode se arrepender do que fez se realmente parou para pensar antes de cometer o pecado. A gente se arrepende do que fuge dos planos, não?

Rakel disse...

Bom sabemos que Deus é misericordioso, cabe a nós temos consciência disso e se entregar e servir ao Nosso Deus Todo Poderoso. Todo dia agradecer a ele por tudo e adorar tb.