Minha redação do ENEM - 2006

A leitura é um bem essencial desse blog. Ler é um pré-requisito de quem quer entender a maioria de seu conteúdo. Mas o que é a leitura? Bem, além de tudo isso, a leitura foi o tema do ENEM/06, o qual transpasso para cá.




O PODER DE TRANSFORMAÇÃO DA LEITURA


Já faz tempo desde que a escrita fora inventada. Então, desde lá, nós somos guiados por ela. Mas, com certeza, juntamente com a leitura, formam um par inseparável.

Pela leitura, há comunicação. De modo que sem comunicação não há desenvolvimento. A leitura compreende uma cadeia linguística, tanto necessária para o rumo da nação quanto obrigatório em termos de comunicação.

No Brasil, a leitura é timidamente aceitada. Não faltam incentivos, é claro. O acesso das pessoas à leitura fica restrito se falarmos em avanços tecnológicos. As pessoas acham que o livro é objeto do passado. Sem dúvida, estão muito enganados.

Com os livros o homem viaja. Encontra futuro, expressão. Busca fundamentos para a vida. Se identifica.

Não existe leitura básica. A leitura tem o dever de se expandir por inúmeras gerações, cujas quais ainda presenciarão novas épocas literárias e autores consagrados. O futuro da leitura é incerto, mas, se mantido nos hábitos diários de um cidadão, pode revolucionar a extrutura do pensamento.

Para que uma sociedade queira suas idéias alcançadas, com o objetivo de melhoras como um todo, deve-se investir primeiramente na leitura. O objetivo principal de quem escreve é que seu trabalho seja lido. Idéias lidas significam a pluralidade de conceitos a serem discutidos. Ou seja: num retrospecto geral, leitura é sinônimo de democracia.



Paulo Matheus

Share this:

SOBRE O AUTOR

Paulo Matheus Souza de Souza nasceu em 1989, na cidade Porto Alegre. É engenheiro civil e trabalha com pesquisa na área. Começou a escrever cedo, junto com os irmãos, primos e amigos. Juntos, eles fundaram uma “editora”, chamada Scott, onde o que mais faziam basicamente histórias em quadrinhos. Com o tempo, o autor passou a escrever histórias mais longas, algumas até hoje inacabadas. Em 2008 começou a escrever contos e crônicas neste blog pessoal.

0 comentários: