Importância da Opinião




Você é contra o aborto? Você é contra os referendos de Chávez?


Pois bem, existe uma linha que une essas duas perguntas, chamada opinião. Existe, é claro, a opinião forçada de Chávez. E também existe a opinião não discutida, que é o aborto. O aborto é um assunto que já comentei aqui no blog. Foi de um jeito buscando uma direção. Nesse caso, posso dizer que o aborto está sendo pouco discutido, e sendo assim, poderá ser aprovado no congresso sem um concenso da sociedade. É um tema pra lá de polêmico, dividindo e muito as opiniões (minha opinião já está formada, basta pesquisar no blog!). Mas não quero de forma alguma expressar um desvio no balanço entre as questões. Mas gosto quando há duas turbulências, pois muitas vezes pode-se encontrar algo de útil a outra.





Como resolveríamos o caso do aborto?

Chávez insiste em querer ficar no governo. Para isso, usa meios legais, como referendos, que testam até chegar no bagaço da democracia. Ou seja, ele quer se tornar o primeiro 'ditador da democracia' e entrar para o Guiness como o homem mais democrático tendendo ao autoritarismo do mundo. Ou não...

E se ele fosse um defensor de referendos em favor dos assuntos corriqueiros? Como em casos comuns de homicídios, ligados a menores infratores. Um caso que volta e meia está sendo discutido, sempre lembrado no caso da situação acontecer. E o que os deputados trabalhadores e dignos de seus cargos dizem? 'Não agiremos por causa que um fato aconteceu recentemente...'. Muito sábio pensamento não acham? Ou em casos tão discutidos, como células-tronco, união de estável de casais do mesmo sexo ou abolir a Nossa Senhora como 'Nossa' Senhora (e voltando a colocar Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo)?

Seria ou não melhor?

Já dizia um cartaz no muro de Berlim, enquanto estava em pé, assim: Onde o povo exerce o poder, a paz está assegurada. Bom, foi testado e deu errado. Mas o que seria de um lider, cujas tradições são quatro paredes? Certamente seu passado foi no meio do povo, cresceu ouvindo sobre os melhores caminhos. Por que agora não ouvir novamente a voz de quem o criou?

O povo tem sua importância.

Mas e a voz da sabedoria? Onde ela fica nessa história?

Para resolver o caso do aborto usando o referendo de Chávez é bem simples: a opinião da população é fundamental. Expressar duas opiniões é mais do que ideal. Ou seja: façamos um referendo. E para resolver o problema de Chávez nada melhor do que entrar em contato com o congresso venezuelano e mandar chamar sua mãe. Ela irá lhe dar conselhos antigos, como 'agora é sua vez, mas tem que deixar seus irmão brincarem também!'. Pedir para deixar de ser um pouco Napoleão, e saber perder. Ou ganhar em seu tempo e apenas passar o cargo.



Ou seja: podemos sim aprender com os erros dos outros. É só saber pensar sobre tal.
A voz da sabedoria humana está na palavra.

PMSS

Share this:

SOBRE O AUTOR

Paulo Matheus Souza de Souza nasceu em 1989, na cidade Porto Alegre. É engenheiro civil e trabalha com pesquisa na área. Começou a escrever cedo, junto com os irmãos, primos e amigos. Juntos, eles fundaram uma “editora”, chamada Scott, onde o que mais faziam basicamente histórias em quadrinhos. Com o tempo, o autor passou a escrever histórias mais longas, algumas até hoje inacabadas. Em 2008 começou a escrever contos e crônicas neste blog pessoal.

0 comentários: