O Socialismo Idiota


A redundância é algo tão evidente em certas ideologias, mas tão evidentes, que se tornam imperceptíveis em certos momentos.

Vamos para um caso. Hoje li a Zero Hora. Gosto muito de alguns colunistas, principalmente o Veríssimo, muito engraçado. E um deles é um grande amigo meu, a exemplo de Darwin. É o David Coimbra. Bem, hoje ele descreveu sobre uma situação que ocorreu com alguém da redação do jornal. Foi um roubo. Leiam: Blog do David Coimbra, Sexta-feira, 06 de março de 2009 - "Com um revólver na testa", site www.zerohora.com.br.

Pensando totalmente, eu disse, totalmente diferente dele, penso que a atitude de segurança oferecida pelo estado não ajudaria a capinar e arrancar a raiz do problema. O certo seria... é tão óbvio que até me arrisco a fazer uma enquete. A raiz do problema é a educação. E a educação boa (Será que eu digo? É tão simples...) é coisa de rico. E os ricos querem segurança. E a conversa se torna chata nesse momento, de tal forma, que é melhor mudarmos de assunto.

Aproveitando um pouco esse assunto bisonho, podemos começar o proposto. Os problemas da sociedade podem ser descritos, no bom português, como 'problemas sociais'. Pois sociais vêm de sociedade. Porém, todavia, entretanto, mas... social de socialismo nos lembra uma doutrina, a criada por Marx. E essa doutrina condenava práticas religiosas. Ora, sendo religioso, o que importa o governo? E isso era o que mais temia Karl Marx, pois com o comodismo cristão, o governo se impunha em criar leis terríveis de trabalho. Não era, no entanto, a base de sua idéia extinguir o cristianismo como forma principal de opressão, e sim o estado, por querer tudo para si. Então, pra quê meter os cristãos no meio? Como Marx, com certeza não leu a Bíblia (por incrível que pareça, ele era alemão), pouco sabe que dificilmente a maioria da população seria cristã. E só para não esquecer, existe uma história, assim como a de Darwin, que Marx nasceu em família rica e abdicou de tal privilégio e, dizem, morreu de fome...

Mas o X da questão é: de que socialismo falamos quando vemos na política atual quando é associado ao cristianismo? O Partido Social Cristão é partido Socialista? Ou não?

Se é, algo está errado. Não se pode aplicar a uma política cristã a defesa de sua própria extinção. Seria uma redundância reduntante. Ou pior... Respeitando sempre as ideologias modernas, é claro, que tomam direções que azimute nenhum pode descrever.

É como sempre digo, se hay governo, fico longe!


PMSS

Share this:

SOBRE O AUTOR

Paulo Matheus Souza de Souza nasceu em 1989, na cidade Porto Alegre. É engenheiro civil e trabalha com pesquisa na área. Começou a escrever cedo, junto com os irmãos, primos e amigos. Juntos, eles fundaram uma “editora”, chamada Scott, onde o que mais faziam basicamente histórias em quadrinhos. Com o tempo, o autor passou a escrever histórias mais longas, algumas até hoje inacabadas. Em 2008 começou a escrever contos e crônicas neste blog pessoal.

0 comentários: